Caminhões autônomos: o futuro do transporte de cargas



Essa tecnologia promete mudar a realidade do setor de transportes no país.

24 de março de 2021
...

A história da mobilidade vem passando por muitas mudanças ao longo dos anos. Em 1900, os carros elétricos se tornaram populares, mas, com a baixa do valor da gasolina, baixa tecnologia de baterias, a construção de um sistema de rodagem mais desenvolvido para conectar as cidades e a descoberta doméstica de petróleo, os carros elétricos acabaram perdendo valor de mercado.

Atualmente, os carros elétricos vêm ganhando nova popularidade, assim como os ônibus elétricos, caminhões e mais recentemente os veículos autônomos. Inclusive no Brasil, onde, por exemplo, existem caminhões autônomos sendo desenvolvidos. Essa tecnologia promete mudar a realidade do setor de transportes no país. 

Caminhões autônomos 

No Brasil, grande parte da produção agrícola é transportada por caminhões que cruzam as estradas, conduzidos por motoristas que passam horas dirigindo para transportar diversos materiais e alimentos.

Pensando nessa realidade, diversas empresas já têm desenvolvido projetos de caminhões autônomos, alguns dispensam até mesmo a presença do motorista, outros aboliram inclusive a cabine. 

Algumas empresas já realizaram viagens com veículos autônomos nos Estados Unidos, como a Daimler Trucks em parceria com a empresa de tecnologia Torc Robotics. As viagens nesses testes, por questões de segurança, foram acompanhadas por um engenheiro que supervisionou o funcionamento do sistema e por um motorista.

Os caminhões autônomos da Daimler estão no nível 4 de automação de direção na escala definida pela SAE International (Society of Automotive Engineers). Isso quer dizer que, nesse nível, o veículo pode se “autodirigir” sob condições limitadas. No nível 5, os recursos de direção automatizados do veículo fazem com que ele possa ser conduzido em qualquer condição. Entre outras empresas iniciantes americanas que trabalham com caminhões autônomos, estão TESLA, TuSimple, Kodiak, Einride e Waymo.

Caminhão autônomo sem cabine

Se já é difícil imaginar caminhões autônomos, então imagine um caminhão que sequer tem cabine. O conceito foi apresentado pela empresa sueca Scania em setembro de 2019.

Caminhão autônomo sem cabine. Fonte: Scania Group/Divulgação

O protótipo “AXL” percorreu um trecho em asfalto molhado e, para mostrar sua eficácia, técnicos da Scania deixaram um automóvel no meio do trajeto para que o AXL pudesse desviar.

Nos testes, o caminhão passou a aproximadamente 1 metro do carro. Uma faixa de LEDs foi colocada em todo o caminhão, e as cores indicam a direção que o caminhão fará. Por exemplo: luzes azuis significam que ele seguirá em frente; já a luz vermelha aponta que ele começará a andar em marcha à ré.

Caminhões autônomos nos setores agrícola e mineração

Já há diversos exemplos de produtores rurais que utilizam caminhões autônomos. Uma companhia canavieira do Paraná recebeu em 2017, após 2 anos de desenvolvimento, um caminhão autônomo da Volvo com o objetivo de aumentar a produtividade da cultura. 

Como resposta, o uso do caminhão autônomo conseguiu diminuir a perda ao rodar ao longo das linhas de plantação sem esmagar os brotos da cana que ficam para trás após a colheita. A perda foi de aproximadamente 4% da produção total, enquanto o método convencional chega a ter 12% de perda.

Frota autônoma da Caterpillar em obra de mineração. Fonte: Caterpillar/Divulgação

Caminhões e tratores já estão trabalhando no mundo todo em obras de mineração sem um operador a bordo das cabines dos veículos. Para os especialistas, os resultados são: segurança humana, eficiência, precisão, produtividade e mais lucratividade.

Vale lembrar que, apesar de dispensar um motorista, essas máquinas necessitam de controle humano à distância, no qual os operadores técnicos podem monitorar os veículos confortavelmente. 

Curtiu o assunto? Então fique conosco e conheça os robôs e máquinas que vão a lugares onde o ser humano não é capaz de ir.

Posts Relacionados