Como se forma o arco-íris? Conheça algumas curiosidades sobre o fenômeno



A visualização do arco-íris depende da posição de quem o observa.

Quem nunca parou para contemplar a beleza de um arco-íris? O fenômeno chama a atenção das pessoas por suas cores, que são representadas em diversos elementos do nosso dia a dia: desenhos, roupas, músicas, poemas e diversas histórias ao redor do mundo.

Mas o que você sabe sobre o arco-íris? Qual é a explicação para que esse arco colorido apareça no céu? Descubra neste artigo como se forma o arco-íris, assim como algumas curiosidades sobre o fenômeno.

O que é o arco-íris?

Para começar a explicação, precisamos contar uma curiosidade: o arco-íris não existe. Mas calma, você não foi enganado esse tempo todo. É que o arco-íris é uma ilusão óptica. A visualização do fenômeno depende da posição de quem o observa. 

Em resumo, o arco-íris é um belíssimo fenômeno óptico de decomposição da luz solar em seu espectro luminoso. Ele pode ser observado sempre que existirem gotículas de água suspensas no ar e luz solar brilhando acima do observador. 

O arco colorido é formado com a cor vermelha em uma de suas extremidades e o violeta na outra. Assim, como qualquer decomposição da luz branca, o arco possui uma quantidade infinita de cores, sem delimitações entre elas. 

Porém, apesar de uma quantidade infinita de cores, para o ser humano, tendo necessidade de classificar os fenômenos naturais com sua capacidade de distinção de cores e também por questões didáticas, o arco-íris é conhecido por possuir 7 cores, sendo elas: vermelha, laranja, amarela, verde, azul, anil e violeta.

Como se forma um arco-íris?

A luz do sol é uma onda de luz branca – e a luz branca é uma mistura de várias cores. Quando essa luz incide sobre gotículas de água suspensas no ar, sofre algumas reflexões e refrações.

Nesse processo, a luz atravessa uma superfície líquida, e a refração faz aparecer o espectro de cores: violeta, anil, azul, verde, amarela, laranja e vermelha. Como podemos descrever no passo a passo abaixo:

  • 1 – O feixe luminoso solar incide sobre as gotículas de água.
  • 2 – Parte desse feixe reflete voltando para o ar atmosférico. A outra parte, refrata penetrando a gota de água.
  • 3 – O feixe dentro da gota reflete parcialmente e, finalmente, volta a sofrer refração parcial ao sair da gota.

Resumidamente, para que possamos observar um arco-íris, devemos ter o sol baixo e por trás de nós. Assim, a luz que vem do sol é refratada entrando nas gotas de água e sofrendo reflexão interna, retornando e chegando aos olhos do observador. 

Todas as gotas de chuva refratam e refletem a luz do sol da mesma forma, mas somente a luz de algumas gotas chega até o olho do observador formando o arco-íris.

Arco-íris formam círculos perfeitos

Geralmente, quando olhamos para um arco-íris, podemos ver apenas metade do círculo, ou seja, um arco. Mas a realidade é que eles formam círculos completos! 

Não vemos esses círculos porque, quando estamos de pé no chão, só podemos ver a luz que é refletida pelas gotas de chuva acima do horizonte, não conseguindo ver a metade oculta de um arco-íris.

É possível ver o círculo completo de um arco-íris se você estiver em um avião ou helicóptero, podendo observar abaixo do horizonte. Às vezes, pessoas escalando altas montanhas também conseguem ver o círculo completo.

Arco-íris só aparece quando chove?

Sabe aquela frase “primeiro vem a chuva, depois o arco-íris”? Ela faz sentido já que, para ver um arco-íris, é preciso de gotículas de água no ar. Mas ele não se forma apenas com a chuva! 

As gotas de água podem estar no ar por muitas outras razões. Por exemplo, quando há nevoeiro, respingos de água de uma cachoeira ou de ondas quebrando contra pedras no mar. Não importa qual seja a fonte das gotículas de água no ar, se o sol estiver no ângulo correto, você conseguirá ver esse belo fenômeno acontecendo.

Ninguém vê o arco-íris da mesma forma

Este é um dos fatos mais fascinantes sobre o arco-íris. O arco-íris pode ser muito parecido com o que outra pessoa está vendo, e você pode pensar que está vendo exatamente o mesmo arco-íris, mas vocês realmente não estão vendo a mesma coisa.

Isso acontece porque, quando você está olhando para um arco-íris, você está vendo a luz que é refletida pelas gotas de chuva acima do horizonte, mas o horizonte que você vê é sempre único – é uma linha imaginária que se estende do seu olho até o sol. 

Os olhos de outra pessoa, mesmo que ela esteja ao seu lado, não podem estar no mesmo espaço que o seu, logo, vocês não poderão ver o mesmo arco-íris. Nem nossos próprios olhos veem o arco-íris do mesmo modo.

Cada um vê o seu próprio arco-íris! 😀

Já que o assunto são fenômenos naturais, que tal conhecer algumas curiosidades sobre raios que deixarão você com o cabelo em pé? Para ler, basta clicar aqui.