Como funciona o cérebro humano?



Neste artigo, vamos ver como o cérebro humano funciona e o que devemos fazer para mantê-lo saudável.

O cérebro é um órgão do sistema nervoso central considerado o núcleo de inteligência e aprendizagem do nosso corpo. Trata-se de um órgão extremamente complexo e intrigante, por isso, é fruto de muitos estudos nas áreas da ciência e medicina.

Por comandar todo o nosso corpo, devemos cuidar muito bem dele. Neste artigo, vamos ver como o cérebro humano funciona e o que devemos fazer para mantê-lo saudável.

Funções do cérebro humano

O cérebro tem diversas funções. Ele trabalha diretamente em nossa inteligência, linguagem, consciência, memória, nosso movimento, comportamento, entre muitas outras ações.

Ou seja, se somos capazes de andar, falar e sentir emoções, de fazer simples tarefas do dia ou complexas atividades, isso se deve à atuação conjunta de diversas regiões do cérebro.

A anatomia do cérebro

O cérebro é dividido em dois hemisférios: o esquerdo e o direito. Eles estão ligados pelo corpo caloso, uma estrutura composta por fibras mielínicas. O lado esquerdo controla os movimentos do lado direito do corpo, e o lado direito controla os movimentos do lado esquerdo.

Esses hemisférios são divididos em quatro lobos cerebrais, cada qual com uma função. São eles: lobo frontal, temporal, parietal e occipital. 

O órgão apresenta duas regiões bem distintas: uma região chamada de substância cinzenta e outra de substância branca.

A substância cinzenta apresenta corpos celulares de neurônios e pode ser vista mais externamente. É conhecida como córtex cerebral e recebe impulsos de vários locais para que sejam processados. No córtex, existem regiões especializadas em interpretar sensações, sons, odores, desenvolver pensamentos, guardar lembranças e controlar movimentos, por exemplo.

Mais internamente ao córtex está a substância branca. Essa região é formada por feixes de axônios mielinizados e, por isso, é esbranquiçada.

No lado externo do cérebro, é possível notar sulcos que delimitam giros ou circunvoluções cerebrais. Esses sulcos são formados pelas dobraduras que vão surgindo no córtex e aumentam de maneira mais rápida que a substância branca. 

Os sulcos são importantes porque garantem um aumento do volume cerebral; os sulcos muito profundos são chamados de fissuras. Existem diferentes tipos de fissuras, a longitudinal, por exemplo, garante a divisão do cérebro em dois hemisférios.

Curiosidades sobre o cérebro humano

  1. O hemisfério esquerdo possui mais neurônios que o direito.
  2. A velha história de que usamos apenas 10% do nosso cérebro é mito. Na realidade, usamos quase 100% do nosso cérebro quase o tempo todo.
  3. O cérebro consome cerca de 20% do nosso oxigênio.
  4. Para receber todo o oxigênio que precisa para trabalhar corretamente, o cérebro contém cerca de 600 km de vasos sanguíneos. 
  5. O cérebro é o responsável por você não sentir cócegas que faz em si mesmo. Isso porque, antes mesmo de acontecer, ele é capaz de saber exatamente onde cada dedo vai tocar na pele. Por isso, só funciona quando outra pessoa faz cócegas em você.

Cuidados para garantir o bom funcionamento do cérebro

Uma parte tão importante do nosso corpo merece todo cuidado possível. Confira algumas dicas para manter seu cérebro saudável. 

Faça ioga ou medite

Estudos revelam que fazer yoga regularmente pode preservar áreas do cérebro relacionadas à memória. Isso porque as pessoas com esse hábito possuem o córtex pré-frontal mais espesso.

As duas práticas exigem que haja um objeto de atenção, como a respiração, e a memória de trabalho é estimulada durante esse processo. A memória de trabalho é responsável por guardar informações importantes em um curto espaço de tempo.

Mexa-se

Quando você exercita o corpo, também exercita o cérebro. A atividade física está associada à formação de novos neurônios e a uma melhora da resposta cardiovascular, consequentemente, do bom fluxo sanguíneo.

O exercício regular também pode aumentar o volume do hipocampo, área que armazena e processa as memórias. Atividades aeróbicas, como correr e nadar, são benéficas, mas é interessante combiná-las com exercícios de resistência, como pilates e musculação. 

Malhe a mente

Existem diversas formas de exercitar sua mente. Palavras cruzadas, sudoku, xadrez e outros jogos que provoquem o intelecto, incluindo o videogame, são ótimas opções para isso. Busque sempre intercalar os exercícios e encarar novos desafios.  

Nunca pare de aprender

Ao aprender algo novo, novas conexões se formam entre os neurônios, e a memória é exercitada para processar e armazenar informações inéditas. Busque aprender algo diferente do que você já viu ou sabe e faça isso constantemente. Nesse processo, a leitura é outro hábito indispensável.

Enriqueça o cardápio

Azeite, grãos, legumes, verduras e peixes são ótimos aliados para o cérebro. O consumo regular desses itens dá ao corpo um bom aporte de ômega 3. Quando essa substância está presente em quantidade suficiente no cérebro, as células do hipocampo se comunicam melhor.

Os flavonoides, presentes no cacau, nas frutas e em muitos vegetais também têm papel importante para o bom funcionamento do cérebro. 

Durma bem

Enquanto dormimos, nossas memórias se consolidam. O registro de tudo o que aprendemos e vivemos durante o dia se estabiliza no hipocampo durante o sono, de onde as informações poderão ser resgatadas quando forem necessárias.

Mas é claro que o sono deve ser de qualidade. Uma noite mal dormida costuma refletir em dificuldade para lembrar de coisas simples – e o raciocínio fica mais lento no dia seguinte.

Cuidado com o estresse

Há quem ache que agendas cheias e rotinas extenuantes sejam boas para o cérebro, mas a verdade é que elas custam caro para a massa cinzenta. O estresse causa dificuldade de concentração e retenção de novas informações.

Com o tempo, a tensão crônica danifica a memória. O estresse libera doses altas de cortisol na corrente sanguínea, prejudicando nossa capacidade de acessar memórias armazenadas quando precisamos delas. 

Tenha hobbies e descanse

Quando você foca a mente em algo prazeroso, como jardinagem, a prática de um instrumento musical ou esporte, os problemas e as tensões do cotidiano são amenizados. 

Além de atividades prazerosas, ficar sem fazer nada também é bom. O descanso é necessário para a consolidação das memórias.

Mantenha a saúde em dia

É importante reforçar que o conjunto de cuidados deve começar ainda na infância. Busque estar com seus exames sempre em dia, dê atenção principalmente:

– à pressão arterial;
– ao controle do colesterol;
– aos níveis de açúcar no sangue;
– às atividades físicas;
– à alimentação saudável;
– ao controle do peso extra;
– ao combate dos vícios como o cigarro;
– a manter-se hidratado, beba pelo menos 2L de água diariamente.

Agora que você leu como o cérebro humano funciona e viu dicas para deixá-lo saudável, que tal entender por que levamos choque quando encostamos em algum objeto ou alguma pessoa? Descubra aqui