Tag: visita virtual

Faça um tour virtual em museus pelo mundo

Dentre as visitas, encontra-se o Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruído em setembro de 2018 por um incêndio.

O Google Arts & Culture, anteriormente chamado Google Art Project, é um projeto que busca compartilhar conteúdos relacionados às artes e à cultura do mundo todo de um modo interativo. 

Utilizando a tecnologia do Street View, o visitante pode fazer tours virtuais gratuitos em algumas das maiores galerias de arte e cultura e museus pelo mundo. Ao transitar por eles, é possível visualizar imagens em alta resolução de obras selecionadas de cada museu. Dentre as visitas, encontra-se o Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruído em setembro de 2018 por um incêndio.

Que tal fazer um tour virtual em museus pelo mundo?

Para isso acontecer, o site mantido pelo Google tem a colaboração de museus, centros culturais e locais históricos espalhados por diversos países que disponibilizam seus acervos online, superando assim as fronteiras postas pelo espaço físico de suas instalações. Dessa forma, as pessoas podem visitar e observar em 360° lugares muitas vezes inacessíveis devido a distâncias e custos financeiros.

Para facilitar, a ferramenta permite a busca pelo nome do museu, do artista ou da obra de arte que as pessoas querem conhecer. As descrições vêm com detalhes desde a data até o material utilizado na pintura, na escultura ou na fotografia. Por questões de direitos autorais, algumas das obras capturadas com o Street View foram censuradas.

Entre várias seções, está a Art Camera, na qual são disponibilizados registros fotográficos em alta resolução de obras de arte e objetos culturais acompanhados de suas informações. O conteúdo é apresentado de maneira interativa, e os registros fotográficos permitem uma experiência de visualização única. 

No caso de dúvida de qual local ou artista visitar, o site oferece experiências interativas e temáticas que levam para museus pelo mundo todo, basta escolher um tema e partir para a “viagem”.

Artes em gigapixels

E a tecnologia não para por aí. Além do tour virtual, algumas obras específicas receberam atenção especial para o projeto: elas foram digitalizadas por meio da tecnologia de gigapixel, o que permite sua visualização em até 7 bilhões de pixels. Os museus puderam escolher uma de suas obras de arte para ser capturada em resolução de um gigapixel.

No Brasil, duas obras receberam esse processo de digitalização: a obra “Saudade” de Almeida Jr, localizada na Pinacoteca do Estado de São Paulo; e o painel “Os Gêmeos” da dupla Gustavo e Otávio Pandolfo, exposto no lado externo do Museu de Arte Moderna de São Paulo.

“Autorretrato com Macaco”, por Frida Kahlo (1945).

Apoio aos professores

A plataforma Google Arts & Culture pode ser usada como apoio para professores, isso porque traz informações históricas de movimentos culturais, matérias e textos relacionados aos museus pelo mundo.

Para conhecer mais sobre algumas das instituições culturais mais importantes do mundo e fazer passeios virtuais, acesse o Google Arts & Culture.

Em Jaraguá do Sul, além do tour virtual pelo Museu WEG, os museus municipais Emílio da Silva, Casa do Colonizador e Museu da Paz – FEB também possuem visitas virtuais. Que tal começar o passeio pela nossa região?

Continue no blog e veja os Museus mais estranhos do mundo.

Com Ciência: conheça o blog do Museu WEG

Com Ciência: conheça o blog do Museu WEG!

Já imaginou um lugar para conhecer diversas curiosidades do mundo da Ciência e Tecnologia? Essa é a proposta do Com Ciência: o blog do Museu WEG. Com conteúdos de fácil entendimento, o blog se propõe a trazer assuntos que vão desde a história da WEG e da energia elétrica, passando por conteúdos de física, bibliografias de grandes cientistas e curiosidades incríveis como o que aconteceria se a Terra parasse de girar de repente. Muitas dicas de livros, filmes, documentários e experiências científicas para todas as idades.

Nele você tem a possibilidade de conhecer desde processos básicos relacionados à energia, magnetismo e eletromagnetismo até suas aplicações no cotidiano. Compreender os fenômenos físicos e a forma como nossa sociedade se apropria deles,um exemplo é entender a complexidade das operações envolvidas no simples ato de acender uma lâmpada, ou como funcionam os complexos aceleradores de partículas – e até mesmo encontrar entrevistas com brasileiros que trabalham nesses super laboratórios pelo mundo.

Com Ciência: o blog do Museu WEG nas escolas

Turma do 4º ano do Colégio Conexão se reuniu para uma visita virtual guiada ao Museu WEG

Entre as mudanças que o ano de 2020 nos trouxe, está a adaptação ao ensino à distância, o EAD. E o blog do Museu WEG também esteve presente nas “salas” de aula virtuais. Foi o que aconteceu com a turma do 4º ano do Colégio Conexão, que realizou uma atividade com base em nossas dicas de experiências para fazer em casa ou na escola. A professora da disciplina de Cultura Maker apresentou a matéria do blog aos alunos e solicitou que eles escolhessem e desenvolvessem uma das experiências propostas, com ajuda dos pais, os alunos gravaram vídeos demonstrando o experimento. Após a apresentação dos projetos, a turma realizou uma visita virtual através do site do museu, o resultado dos experimentos você confere nas imagens abaixo.

Alunos realizam atividades propostas no blog Com Ciência

Ao conectar tanta informação num só lugar, o blog Com Ciência oferece uma experiência inclusiva, onde alunos e professores podem buscar informações e atividades para aprender brincando – e a experiência fica ainda mais completa com uma visita virtual guiada. Se você é professor e está querendo uma experiência diferente e divertida para seus alunos neste novo ano, entre em contato para agendar uma visita virtual! Será um prazer recepcionar vocês.

Museu WEG participa da 14ª Primavera nos Museus

Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, ela visa mobilizar os museus brasileiros a elaborarem programações especiais voltadas para um mesmo tema.

Participar da Primavera dos Museus é uma oportunidade ímpar para que museus se aproximem da comunidade, estreitando laços sociais, culturais e afetivos. Há alguns anos o Museu WEG participa da ação anual. Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, ela visa mobilizar os museus brasileiros a elaborarem programações especiais voltadas para um mesmo tema.

Neste ano, a iniciativa vem com o tema “Mundo Digital: Museus em Transformação”, e o desafio da edição é consolidar a comunicação digital como canal fundamental de presença e interação entre as instituições e seus públicos. Visto o momento pelo qual passam a sociedade e os museus, devido à pandemia causada pelo Covid-19, este ano, em especial, todos os museus participantes irão desenvolver apenas atividades em ambiente virtual. 

Por estarmos na era digital, é visto que museus tradicionais precisam se transformar e criar novas formas de apresentar seus conteúdos e engajar seus visitantes.  Um museu que disponibiliza seu conteúdo on-line não transfere a experiência para o universo tecnológico, mas agrega novos olhares sobre a visitação, alcançando pessoas que não podem fazer a visita pessoalmente.

Ciência e Tecnologia em casa

Para ir ao encontro do tema da 14ª Primavera nos Museus, o Museu WEG preparou um conteúdo super especial para que o público possa aprender e reproduzir experiências em seus lares. No primeiro dia da Primavera, 21 de setembro, as redes sociais do museu vão começar a receber a programação com o tema #ciênciaetecnologiaemcasa. 

Durante as próximas semanas o público poderá assistir a vídeos que vão ensinar algumas curiosidades e experiências que podem ser reproduzidas com segurança e poucos materiais. Os vídeos foram gravados visando passar adiante um pouquinho do conhecimento que também é tratado durante as visitas e ações educativas do museu. Eles serão publicados a cada sexta-feira, contemplando a programação da Primavera nos Museus. 

Quer ter uma ideia do que vem por aí? Fique ligadinho que no dia 25 de setembro publicaremos o nosso primeiro vídeo.

Encontro com a Rede de Educadores de Museus

Ao longo dos últimos meses fomos conhecendo e nos adaptando a ferramentas digitais e online. Mas e depois quando a pandemia passar, como lidaremos com isso? Nos parece que estes questionamentos voltados às nossas ações presentes e futuras precisam ser debatidos de forma coletiva e colaborativa.  Para fomentar esse debate, a Rede de Educadores em Museus de Santa Catarina (REM/SC) em uma ação conjunta com o Museu WEG de Ciência e Tecnologia realizará um encontro de educadores tendo como convidados especiais a equipe do projeto Museus Virtuais. Este projeto, produzido pelo do Instituto Maratona Cultural, já vinham explorando os recursos digitais e plataformas online antes mesmo da pandemia.

Além de conhecer esta experiência e participar do debate sobre a temática, os inscritos poderão conhecer a trajetória do Museu WEG e o que o museu vêm fazendo para atrair as escolas, professores e alunos enquanto as visitas presenciais não voltam a acontecer. 

Após nosso Encontro, estão todos os participantes estão  convidados a acompanharem uma sessão ao vivo do projeto Museus Virtuais, guiada por Claudio Toscan e transmitida no canal da Maratona Cultural no YouTube. Nesse dia, Toscan fará um passeio pelas obras do pintor renascentista Rafael Sanzio.

O encontro virtual acontecerá no dia 26 de setembro, às 14h e a participação será mediante inscrições até o dia 22 através do link: http://twixar.me/7Fhm

Conheça os convidados:

Claudio Toscan Júnior: Graduado em Educação Artística  (2004) – habilitação em artes plásticas – licenciatura pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em Florianópolis / SC ; e acumula inúmeros cursos de aprimoramento profissional. Desde 2011 tem executado painéis de azulejaria e vitrais para igrejas e capelas em diversas cidades de Santa Catarina. A partir de 2013 integra o projeto do projeto “Museus Virtuais”, realizado pelo Instituto Maratona Cultural, como arte-educador e curador. Atualmente atua como professor de desenho, pintura e história da arte em seu próprio atelier em Florianópolis/SC e na Antônio Meneghetti Faculdade em Restinga Seca/RS.

Heitor Lins: Administrador com grande experiência no mercado cultural. É sócio fundador da Harmônica Arte e Entretenimento. Em 13 anos de atuação no mercado cultural, foi coordenador de importantes projetos como: Maratona Cultural de Florianópolis, Orquestra de Baterias, Viagem Teatral, Circuito Cultural, Museus Virtuais, Festival de Teatro Isnard Azevedo. Atualmente é Manager da Banda Dazaranha, sendo responsável pelo DVD Dazaranha 25 anos e Camerata Florianópolis e pela turnê da Banda em Portugal em 2019.  E também é Pai da Maria Flor e do Joaquim.

 Projeto Museus Virtuais: 

Museus Virtuais é um projeto que une tecnologia, cultura, arte e educação e que promove visitas guiadas e orientadas por um arte educador a museus do mundo, disponíveis no engenhoso programa Google Art & Culture,  realizando entre os anos de 2013 e 2019 mais de 200 sessões, impactando diretamente mais de 10 mil pessoas.

De forma gratuita, democrática e acessível, abrangendo um público heterogêneo, plural e de diversas faixas etárias, o projeto possibilita a aproximação da linguagem e a fruição dos bens materiais e imateriais a toda comunidade.

Para ver os outros, siga nossas redes sociais: Instagram | Facebook | YouTube. Nos vemos por lá!