Tag: rede de dados 5g

Como a WEG executará testes práticos de conectividade à rede 5G

A rede 5G é uma das tecnologias mais comentadas nos últimos anos e vem chegando com força ao Brasil.

A rede 5G é uma das tecnologias mais comentadas nos últimos anos e vem chegando com força ao Brasil. Para que funcione, empresas e operadoras de internet precisam se adaptar para receber a nova rede.

Essas adaptações se devem ao fato de que trilhões de dispositivos estarão permanentemente conectados à rede, entre drones, carros autônomos, lâmpadas, cafeteiras e diversos outros objetos.

Não pense que isso está longe de acontecer. Muitos negócios já estão se preparando para sua chegada. Você ainda vai ler muito sobre a conectividade à rede 5G. Que tal começar agora? 

O que é o 5G?

Se pararmos para pensar na nomenclatura, a letra “G” é a geração, e o número 5 é a quinta geração dos padrões, sendo o 5G sucessor dos já conhecidos 3G e 4G. Simples, certo? Porém o salto em termos de tecnologia e benefícios é bastante diferente.

Até o momento, as empresas que estão na vanguarda do desenvolvimento das tecnologias embarcadas na quinta geração não dão muitos detalhes sobre os benefícios da rede, já que a questão estratégica e de liderança tecnológica podem lhe render muito dinheiro. Entretanto, alguns benefícios e características da rede já foram divulgadas:

  • Taxas de transferência de dados (velocidade da internet) muito mais altas, sendo de no mínimo 5.000 Mbps e podendo chegar a 20 Gbps (gigabits por segundo). Para comparação, atualmente o limite do 4G é de 100 Mbps.
  • Maior confiabilidade da operação da rede de telefonia, com meta de 99,999% de disponibilidade.
  • Latências bastante baixas visando 1 milésimo de segundo, sendo que latência é o tempo decorrido entre o envio de um pacote de dados e o seu recebimento.
  • É estimado que poderá ter 1.000 vezes mais usuários conectados por km², o que significa que cada antena ou célula poderá comportar mais usuários sem sobrecarregar a rede.
  • Eficiência espectral melhor do que 4G, ou seja, o espectro de frequências é bem mais largo, isso porque um aparelho celular opera de modo semelhante a um rádio e utiliza faixas de frequência de ondas.
  • Menor consumo de energia comparado aos dispositivos 4G, ou seja, maior durabilidade das baterias e menor consumo de energia destinada à conectividade.
  • Fatiamento (divisão) e virtualização de funções da rede, permitindo que a rede celular tenha sub-redes para atender dispositivos com outras finalidades.

Em um simples resumo, a rede 5G vai possibilitar fazer um download de um filme 1.000 vezes mais rápido do que você faz em um 4G e assistir a vídeos de streaming em alta qualidade e sem travamentos.

Também teremos a possibilidade de ter muitos dispositivos conectados, uma vez que o fatiamento da rede para atender a classes específicas de dispositivos, bem como o maior número de conexões por km², permitirá o acesso a mais dispositivos do que apenas aparelhos celulares. 

O desenvolvimento de veículos autônomos, que muitas montadoras já têm trabalhado, vai encontrar um grande apoio na rede 5G, visto que a tecnologia depende muito da conectividade, da velocidade e da confiabilidade de acesso à internet.

Veículos autônomos poderão até mesmo ‘conversar’ entre si e com sistemas de gerenciamento de tráfego

Ou seja, muito mais que uma simples evolução do 4G, a rede 5G deve permitir novos patamares de conectividade melhorada e ampliada. Com esse avanço, as demais tecnologias que dependem ou são influenciadas pelo acesso à internet também serão potencializadas.

WEG anuncia a criação de um projeto inovador para a execução de testes práticos de conectividade à rede 5G

O projeto chamado “Open Lab WEG/V2COM” conta com parceria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Seu objetivo é viabilizar o avanço do desenvolvimento de soluções economicamente efetivas para a indústria utilizando a rede 5G.

Por meio de testes práticos em uma das fábricas mais automatizadas, robotizadas e com maior nível de automação e monitoramento de chão de fábrica da WEG localizada em Jaraguá do Sul/SC, será possível avaliar o desempenho e a convivência de dispositivos e antenas com a tecnologia 5G para reunir informações sobre faixas de frequência, latência, potência e outras características necessárias às aplicações.

O compromisso da WEG é gerar dados consistentes acerca da viabilidade econômica e do ponto de equilíbrio na transição para a tecnologia 5G, além de testar e validar o desempenho de produtos e softwares neste novo ambiente de conectividade. 

Ainda que o projeto seja realizado em um ambiente fabril, os benefícios gerados não se limitarão à indústria em específico, pois as aplicações são amplamente utilizadas em variadas áreas.

Os testes com a rede 5G fornecerão dados e informações à Anatel para apoiar o processo de definição dos requisitos e das condições de uso de faixas de frequência para a regulação e outorga das redes privadas para uso industrial.

Além disso, vão gerar dados para novos modelos de negócios, considerando diferentes ambientes de implementação. Outra vantagem é que as informações podem ajudar as empresas a minimizar riscos e custos de implantação de redes privadas de 5G em plantas industriais e fazendas, por exemplo.

A rede 5G é considerada hoje uma tecnologia habilitadora para a chamada Quarta Revolução Industrial – a qual já estamos vivendo – e uma grande promessa tecnológica para modificar estruturas de produção com ganhos para a produtividade e a competitividade.

Tendências tecnológicas para 2021

As principais tendências tecnológicas para 2021.

Sem dúvida, um dos principais papéis da tecnologia é facilitar nossa vida – um trabalho que ela vem desempenhando muito bem. Passam os anos, e as transformações acontecem de maneira acelerada no setor da tecnologia. Sendo assim, as empresas do setor precisam estar um passo à frente tanto para poderem antecipar as tendências tecnológicas quanto para preverem os possíveis cenários e assim se inserirem neles. 

O ano mal começou, e já temos diversas notícias sobre as principais tendências tecnológicas para 2021. Apesar de não serem novidades, elas estão cada vez mais presentes dentro das empresas e no nosso dia a dia. Para falar sobre elas, é preciso analisar o ano que passou e as mudanças de comportamento que vieram com ele.

Que mudanças ocorreram em 2020?

Para compreender as tendências, é preciso analisar o panorama de transformação atual.

O ano de 2020 foi marcado pela pandemia do COVID-19, afetando economias inteiras, acelerando processos e influenciando de modo significativo o comportamento do consumidor.

O lockdown foi adotado em muitos países, o home office se tornou uma realidade, a nuvem ganhou mais importância, e o serviço de delivery se popularizou ainda mais. A área médica foi profundamente afetada deparando-se com novos desafios e novas formas de lidar com o paciente. O mercado financeiro e a segurança dos dados do usuário também tiveram avanços significativos.

Ou seja, apesar dos efeitos negativos do ponto de vista econômico, o ano também foi marcado por muitos avanços e adaptações. Em meio à crise sanitária, a demanda por novos tipos de serviços fomentou o desenvolvimento de novas tecnologias. Esse foi um momento propício para vencer as barreiras culturais e de curva de aprendizagem com o uso de algumas tecnologias já adotadas pela população. As profissões do futuro ficaram ainda mais evidentes – e a tecnologia se encontra na linha de frente deste novo cenário.

Quais são as tendências tecnológicas para 2021?

Como vimos, algumas tecnologias tiveram destaque especial no ano de 2020 e viraram tendências para 2021. Elas estão em constante desenvolvimento e prometem facilitar ainda mais nossas vidas. Veja algumas:

1 – Rede de dados 5G

O 5G foi uma das tecnologias mais comentadas em 2020 e é possível que chegue com força ao Brasil em 2021. Para que seja adotado por aqui, será preciso realizar algumas adaptações das estruturas tanto por parte das empresas quanto das operadoras de internet.

A nova rede de dados será importante para dar conta de um futuro em que trilhões de dispositivos estarão permanentemente conectados à rede, entre drones, carros autônomos, lâmpadas, cafeteiras e diversos outros objetos.

Muitos negócios já estão se preparando para sua chegada. A tecnologia 5G está impulsionando a adoção de outras tecnologias, desde a computação de ponta até a realidade virtual. Você ainda vai ler muito sobre ela!

2 – Inteligência Artificial

Com empresas cada vez mais focadas na experiência do consumidor, sabemos que a inteligência artificial já é uma realidade. O propósito deste campo da ciência é estudar, desenvolver e empregar máquinas para realizarem atividades humanas de maneira autônoma. Há alguns anos, vem sendo usada para facilitar a execução de diversos processos.

A tendência é que para 2021 o seu uso aumente ainda mais em diversas áreas da tecnologia da informação. Pequenas, médias e grandes empresas usarão a Inteligência Artificial principalmente para segurança e coleta de dados. Isso ajudará na tomada de decisões com embasamento e análise de dados, aumentando a produtividade e economizando tempo.

3 – Realidade aumentada

Com grande potencial para educação, reabilitação, entretenimento e marketing, a realidade aumentada, assim como a inteligência artificial, já existe e faz parte do cotidiano de muita gente. Um exemplo dessa tecnologia é o QR code, que pode ser escaneado pela câmera do celular e direcionar o usuário para um site, uma imagem, entre outros.

Para 2021, a tendência é que o uso da realidade aumentada venha com mais força. Muitas empresas já a adotaram para fins comerciais, como o MC Donald’s da Suécia, por exemplo, que substituiu os balões, que geralmente enchem suas lojas, por um minigame com realidade aumentada. Tudo nos diz que ela se tornará uma grande aliada do marketing para os negócios.

4 –  Automação

A automação é uma parte essencial da Indústria 4.0 e está cada vez mais em alta. Tecnologias como a Inteligência Artificial, Big Data, Robótica e Computação em Nuvem têm tirado proveito da automação, que vem revolucionando os processos produtivos e a forma como vivemos e trabalhamos a partir de redes inteligentes – que podem controlar a si mesmas.

Muitas empresas e estudiosos enxergam que a automação está a um passo de um crescimento explosivo, muito acelerado com a crise sanitária do coronavírus. O uso de robôs no processo de automação industrial deixou de ser uma ameaça para os empregos e vem sendo visto como um importante aliado, substituindo a mão de obra humana nas funções de maior risco à saúde e à segurança. 

5 – Blockchain e Cibersegurança

Com o avanço da tecnologia, também avançam os perigos globais, como as fraudes, os ataques cibernéticos e o roubo de informação. A cibersegurança surge como medida capaz de garantir que os processos sejam desenvolvidos corretamente sem interferências externas. Com isso, a identidade de uma pessoa pode ser determinada com agilidade, o que garante um perímetro de segurança e redução dos riscos. 

Impedir fraude na Internet tem sido um grande desafio, principalmente para as empresas do setor financeiro. Esta é uma tecnologia que promete bastantes novidades para 2021, e já temos uma amostra dela com o emprego do PIX no Brasil.

Cada vez mais digital

A transformação tecnológica está acontecendo de maneira cada vez mais acelerada. As previsões para o ano de 2021 estão alinhadas com as mudanças de 2020 e já se encontram em curso no mundo todo. Agora é hora de as empresas ajustarem seus processos, sua cultura organizacional e seus sistemas rapidamente para atenderem as necessidades e exigências dos novos hábitos do consumidor – que está cada vez mais digital.

O avanço da tecnologia, por vezes, parece assustador, mas é benéfico na medida em que permite a geração de resultados melhores e com custos cada vez mais baixos. Agora que você já sabe as tendências tecnológicas para 2021, que tal assistir uma série ou documentário sobre ciência e tecnologia?