Talvez o tempo não exista: entenda a visão do físico Carlo Rovelli



Segundo a teoria do físico Carlo Rovelli, talvez o tempo não exista. Acesse e saiba mais sobre a teoria e quais são suas implicações no mundo.

Talvez tudo o que sempre foi falado sobre medidas de tempo não seja real, sendo apenas uma ilusão criada pelo ser humano para compreender a inexistência da linha de acontecimentos do planeta. Segundo o cientista Carlo Rovelli, talvez o tempo não exista mesmo. Como assim?

Continue a leitura e saiba mais sobre a teoria de Rovelli e quais são as suas implicações no mundo da ciência caso seja comprovada como verdadeira.

Tempo como força física X Tempo como conceito humano

Muitos cientistas estão questionando se a teoria de Einsten realmente estava totalmente certa sobre a gravidade, já que essa força não faz sentido no mundo das partículas.

A pergunta que permeia a mente dos cientistas é: se as partículas fundamentais explicam todo o universo, por que a gravidade seria uma exceção à regra? Tentando responder essa pergunta, muitos questionam-se sobre a origem da gravidade (como os fótons que dão origem à luz).

Mas o que isso tem a ver com o tempo? Se existir alguma partícula que dê origem à gravidade, toda a compreensão existente sobre o espaço-tempo será anulada.

Segundo a teoria de Einstein, o tempo e o espaço criam um “tecido” no universo, mas, se a gravidade for independente do tempo, esse tecido não irá existir.

Parece confuso, mas, na realidade, pode ser interpretado pela lógica de uma touca de tricô: se você tem o fio de lã e não tem a agulhas, não vai conseguir fazer uma touca.

Efeitos da inexistência do tempo

Além da falta de toucas de lã científicas, sem a relatividade geral, tudo o que foi descoberto sobre o universo cai por terra.

Na teoria da relatividade, o espaço-tempo continua a se expandir no universo, o que faz com que a teoria de o Big Bang ser o “começo” também ser descartada.

Outro ponto complexo que será desestruturado será o filosófico, já que a sociedade trabalha com medidas de tempo. Você se lembra do seu passado, vive o presente e planeja o futuro, mas, sem o tempo, não existirá passado nem futuro.

Por outro lado, se o tempo não existe, o passado não deverá influenciar nas nossas atitudes presentes, assim como os desejos e os planos para o futuro.

Sem o tempo, talvez, como disse Stephen Hawking, o plasma de quark-glúon dos primeiros instantes do universo já estivessem determinados a gerarem a matéria que originaria as estrelas, os planetas e a vida na Terra (como um tipo de Karma cósmico).

O tempo não existe, a visão de Carlo Rovelli

Em uma entrevista com a BBC Mundo, ao ser questionado sobre a existência do tempo, o cientista Carlo Rovelli deu a seguinte resposta:

“Sim, claro que o tempo existe. Do contrário, o que é que sempre nos falta? Mas a ideia comum que temos sobre o que é o tempo e como ele funciona não serve para entendermos átomos e galáxias. Nossa concepção usual de tempo funciona apenas em nossa escala e quando vamos medir as coisas com muita precisão.”

Rovelli também contextualizou durante a entrevista que as medidas de tempo não são precisas, que o tempo corre em velocidade diferente para cada pessoa.

Segundo o cientista, o fenômeno de envelhecimento e passagem de tempo apenas significa que a Terra se move em uma velocidade lenta entre nós; por isso, as diferenças de tempo são tão pequenas.

Ficou interessado em saber mais sobre os mistérios do universo? Então confira nossa lista dos 6 mistérios que a física ainda não conseguiu explicar!

Posts Relacionados