Tag: museu jaraguá do sul

museus-do-brasil

200 anos da presença dos Museus no Brasil

Neste mês de junho, o Brasil comemora 200 anos da criação do primeiro museu brasileiro: o Museu Nacional e da…

Neste mês de junho, o Brasil comemora 200 anos da criação do primeiro museu brasileiro: o Museu Nacional e da presença contínua dos museus na vida social brasileira.

Foi em 1818 que o Rei Dom João VI decretou a criação do primeiro museu brasileiro: o Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Na época, chamado de Museu Real, o casarão foi a residência oficial da família real portuguesa e posteriormente abrigou a primeira Assembleia Constituinte da República.

Desde sua criação, os museus se multiplicaram por todo território nacional. Hoje são mais de 3.800 instituições voltadas para a construção e ampliação de diálogos com suas comunidades.

Ao longo de dois séculos, os museus brasileiros assumiram diferentes modelos, ampliaram suas áreas de atuação e acima de tudo marcaram a cultura brasileira. São memórias, acervos, documentos e imagens que registram histórias de diferentes campos do conhecimento.

 

O Museu Nacional
Pensado para propagar o conhecimento e o estudo das ciências naturais em terras brasileiras, a primeira instituição museológica e de pesquisa do Brasil segue seu pioneirismo com estudos de ponta e acervo enriquecido constantemente.

Hoje reconhecido como centro de excelência de pesquisa em história natural e antropológica na América Latina, o Museu Nacional tem um acervo de mais de 20 milhões de itens, constituído principalmente por materiais relacionados às áreas de Antropologia, Botânica, Entomologia, Geologia e Paleontologia.

Entre as preciosidades do Museu, estão 1560 peças raras, mais de 26 mil fósseis nas coleções paleontológicas e o maior meteorito brasileiro, com 5,36 toneladas, o chamado Bendengó. O espaço abriga ainda os ossos e a reconstituição facial de Luzia, fóssil humano mais antigo do Brasil, com mais de 12 mil anos.

200 anos dos Museus no Brasil
Para comemorar esse marco, o Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) vai realizar um seminário temático no Rio de Janeiro e vai lançar uma edição especial da MUSAS – Revista Brasileira de Museus e Museologia.

Aproveite esse mês de aniversário dos museus para conhecer o Museu WEG e outros museus de Santa Catarina. Listamos 10 Museus diferentes em Santa Catarina que você precisa conhecer. Confira!

Fonte: Ibram e Museu Nacional

charles-coloumb

Charles De Coulomb e a Lei da Força Elétrica

Neste 14 de junho, é aniversário de ninguém menos que Charles-Augustin de Coulomb. Esse físico francês nasceu na França em…

Neste 14 de junho, é aniversário de ninguém menos que Charles-Augustin de Coulomb. Esse físico francês nasceu na França em 1736 e fez uma importante contribuição para o estudo das ciências exatas. Por isso, vamos contar a sua história no dia do seu aniversário.
A vida de Charles de Coulomb
Célebre pelas suas descobertas nos campos da eletricidade e do magnetismo, Charles viveu nas Índias Ocidentais como engenheiro militar ao longo de nove anos. Nos intervalos de suas atividades profissionais, dedicava-se a investigações sobre mecânica aplicada.
Quando voltou à França, se interessou por pesquisas em relação à eletricidade e ao magnetismo, principalmente por causa de um concurso feito pela Academia de Ciências da França para a fabricação de agulhas imantadas.
Após a publicação de inúmeros artigos de grande repercussão nos meios científicos, tornou-se integrante da Academia em 1781.
Contribuições para Física
Coulomb construiu uma balança de torção para medir a intensidade da força elétrica atuante sobre duas cargas elétricas colocadas a uma determinada distância uma da outra.

E através da realização dessa experiência, verificou que a lei da atração universal de Newton também se aplicava à eletricidade.
Seus estudos o levaram a “Lei de Coulomb”, assim denominada em sua homenagem, que determina a força de interação elétrica entre materiais portadores de cargas.

coloumb-2

 

A Lei de Coulomb foi enunciada como:
“A força de atração ou de repulsão entre duas cargas é diretamente proporcional ao produto do módulo das cargas elétricas e é inversamente proporcional ao quadrado da distância entre elas”.
Analiticamente, é expressa a seguir:
F= K x (Q1xQ2)|d2
F = força de interação elétrica entre dois portadores de carga (N – newton);
Q1 e Q2 = cargas elétricas (C – coulomb);
d = distância entre as cargas elétricas (m);
K = permissividade elétrica do vácuo (k = 9,0 x 109 N.m2.C – 2).
Os resultados de suas pesquisas foram publicados entre 1785 e 1789 na Mémoires de l’Académie Royale des Sciences.

Suas contribuições para os estudos da eletricidade e do magnetismo fizeram com que estas áreas fossem consideradas parte das ciências exatas e não da filosofia, como acontecia até então.

Charles Augustin de Coulomb morreu em Paris, no dia 23 de agosto de 1806, aos 70 anos de idade.

Fonte: Só Física e Mundo Educação

conversando-sobre-museu

Conversando sobre Museu: projeto estadual tem encontro marcado no Museu WEG

Conversando sobre Museu: saiba mais e inscreva-se aqui!

Cada vez mais os museus revelam o desejo de procurar novos públicos e realizar a diferença na vida das pessoas. Através de interação entre profissionais, estudantes e a comunidade é possível perceber problemas e criar soluções.

É por isso que o Sistema de Museus de Santa Catarina (SEM/SC) tem ações que geram debates a respeito do cenário museológico no Estado.
A iniciativa “Conversando sobre Museu” é uma dessas ações.

Em formato de mesa redonda, os encontros são realizados em diferentes regiões de Santa Catarina, de forma gratuita. E nesta edição, o Museu WEG será palco do evento da região Norte.
Agende-se!

No dia 18 de junho, às 13h30, você está convidado a discutir sobre “Plano Museológico: desafio permanente” com convidados profissionais com conhecimento na área para falar sobre o assunto e conversar com o público presente no encontro.

O Museu WEG convida a comunidade e estudantes de história, artes, museologia e antropologia para participarem dessa discussão, que traz justamente a reflexão sobre temas de interesse do campo museológico catarinense, assim como perspectivas e concepções de trabalho para o setor.

onversando_sobre_museu-18.06.18

Sobre o SEM/SC

O Sistema Estadual de Museus (SEM/SC), vinculado à Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundação Catarinense de Cultura (DPPC/FCC), reúne e articula as instituições museológicas no Estado de Santa Catarina.

É uma rede organizada, baseada na adesão voluntária, que visa à coordenação, articulação, mediação, qualificação, fortalecimento e à cooperação entre os museus.

Conversando sobre Museu
Dia: 18/06
Horário: 13h30 às 16h30
Tema: Plano Museológico: desafio permanente
Local: Museu WEG de Ciência e Tecnologia – Av. Getúlio Vargas, 667
Vagas limitadas, inscreva-se: https://bit.ly/2IStuuT

visite-o-museu-4

5 motivos para você visitar o Museu WEG em 2018

O Museu WEG de Ciência e Tecnologia considerado pelo TripAdvisor o 2º principal ponto turístico “O que fazer: Jaraguá do Sul,…

O Museu WEG de Ciência e Tecnologia considerado pelo TripAdvisor o 2º principal ponto turístico “O que fazer: Jaraguá do Sul, SC”. Aberto de terça a domingo, das 10 horas às 18 horas. Aqui você encontra um museu diferente, um campo aberto e amplo para o conhecimento, tudo de forma divertida, interativa e ainda por cima sem precisar pagar por isso.

As visitas também podem ser agendadas para grupos e escolas. E se você quer ter ainda mais razões, elegemos aqui 5 motivos especiais para incluir definitivamente a visita ao museu na sua agenda este ano.

visite-o-museu-4

Transitar pela história
Visitar o Museu WEG é fazer um verdadeiro passeio pela história da energia elétrica no Brasil e no mundo. Fundada em 1961, a empresa WEG faz parte dessa história, já que tem a eletricidade como base de todos os processos e soluções da companhia, uma das líderes mundiais na fabricação de motores, geradores e transformadores.

visite-o-museu-4

Descobrir o novo
Assim como o exercício de voltar ao passado, o Museu WEG também permite descobrir o novo, seja através de invenções e registros até então não conhecidos para quem o visita pela primeira vez, seja pela sua proposta altamente tecnológica e interativa.

visite-o-museu-4

 

Aprender outras línguas
Em todos os ambientes há QR Codes que ao acessar você lê o texto traduzido para o inglês. E em outro ambientes, um áudio faz a tradução para o inglês. Além de comunicar o que está disposto, a narrativa traz informações sobre o funcionamento dos objetos e as possibilidades de interação.

visite-o-museu-5

 

Ter um dia de cientista
Além dos conceitos básicos de física, no Museu você pode conhecer os processos geradores de energia, suas aplicações no cotidiano e aprender como se constrói um motor elétrico, para entender sobre o seu funcionamento e os fenômenos físicos envolvendo a corrente elétrica.

visite-o-museu-4

Aumentar o número de neurônios
Expandir o conhecimento é sempre uma forma de fazer o cérebro trabalhar. Afinal, são 100 bilhões de células, os neurônios, ávidos por fazer as sinapses, ou seja, transmitir as informações.

Com tantos motivos para visitar o museu, que tal então se programar? Espalhe esse conteúdo entre seus amigos e parentes e …. seja muito bem-vindo!

aula-no-museu-1

Aula no Museu: Oportunidade de interação com o conhecimento

Professores de plantão, vocês já pensaram em fazer uma aula diferente para os seus alunos neste ano? Talvez uma aula…

Professores de plantão, vocês já pensaram em fazer uma aula diferente para os seus alunos neste ano? Talvez uma aula no Museu WEG fosse uma ótima oportunidade de trazer seus alunos para conhecerem um museu. Um espaço não formal, que vira extensão da sala de aula onde pode-se aprender fazendo e possibilitando que o aluno se torne um investigador ativo dos temas trabalhados.

Aqui no Museu WEG as ações educativas são perfeitas para as crianças e adolescentes dividirem espaço, trabalharem em grupo e expandirem seu conhecimento sobre Ciência e Tecnologia.

Você pode aproveitar datas comemorativas como o Dia do Inventor, o Dia da Ciência ou o dia do aniversário de cientistas importantes, datas muitas vezes pouco lembradas, e combinar com uma visita guiada.

No Museu WEG você tem a possibilidade de conhecer desde os processos geradores de energia até suas aplicações no cotidiano. Compreender os fenômenos e a forma como nossa sociedade se apropria deles, levará você a entender a complexidade das operações envolvidas no simples ato de acender uma lâmpada.

Perceber como, em tão pouco tempo, as máquinas evoluíram tecnologicamente e entender a revolução industrial. Estudar a História e Geografia da cidade de Jaraguá do Sul através de uma maquete.

aula-no-museu-2

Aula no Museu
É muito importante que você conheça a exposição para poder usa-la no máximo de sua potencialidade e montar as atividades ou roteiros para seus alunos. Uma pré-visita pode estimular você a planejar as atividades educacionais a serem desenvolvidas no Museu WEG de Ciência e Tecnologia.

Pode ser uma visita guiada ou você pode levar a sua turma para uma ação educativa específica e trabalhar apenas um tema.

Aprenda com o Museu
Caso não seja possível fazer a visita in-loco, você também pode desfrutar de toda interatividade do museu disponíveis no site para complementar as suas aulas.
Seja no tour virtual, aqui no nosso blog, jogo da memória, Quiz para testar os conhecimentos sobre a WEG ou na aba Aprenda com o Museu, onde falamos sobre eletricidade, magnetismo, eletromagnetismo, motores, automação, geradores e transformadores.

Programe-se, faça uma aula diferente e mostre a história de Jaraguá do Sul e da WEG para alunos de diferentes idades. Entre em contato conosco e faça o seu agendamento clicando aqui.